segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Campanha de Oração 7X7

Um grupo Cristão que serve a igreja perseguida no mundo inteiro dá graças a Deus pelas respostas às orações, à medida que se preparam para um exigente ano de 2009.

Como parte da sua campanha de oração 7x7, a Release International e os seus apoiantes têm-se focado ao longo dos últimos sete anos em orações pela China, Indonésia, Coreia do Norte, Paquistão, Sudão e Vietname, todos eles países que restringem o direito de culto livre aos Cristãos.

A Release disse que na China o estado continua a vigiar de perto igrejas oficiais, apesar da constituição prever a liberdade religiosa. Os Cristãos que escolhem tornar-se membros de igrejas não registadas (clandestinas) estão ainda em risco de prisão e, por vezes, tortura, revelou a Release International.

No entanto, apesar das restrições a Release diz que a igreja, e especialmente as igrejas não registadas, continua a crescer na China e que alguns Cristãos detidos pelo seu testemunho activo de Cristo foram libertados mais cedo do que previsto. Por exemplo, Zhou Heng, que tinha pela frente até quinze anos de prisão por posse de Bíblias ilegalmente publicadas, foi libertado em Fevereiro de 2008 depois de seis meses atrás das grades.

A Release International também viu respostas às oraçãos no seu trabalho de apoio aos refugiados da Coreia do Norte, através da organização em parceria com a Helping Hands Korea. Quando o colaborador da Helping Hands e ex-refugiado Norte-coreano, Yoo Sang-Joon, foi preso pelas autoridades Chinesas em Agosto de 2007 por ter auxiliado refugiados Norte-coreanos na China, a Release instou os seus apoiantes a orarem para que Yoo não fosse repatriado à força para a Coreia do Norte, onde possivelmente enfrentaria a prisão, tortura ou mesmo execução sumária. Yoo acabou por ser repatriado para a sua pátria adoptiva – Coreia do Sul – da qual também é cidadão.

Várias organizações de direitos humanos têm recebido relatos de que o isolado país comunista envia famílias inteiras de Cristãos para campos prisionais e executa pessoas que possuam uma Bíblia. A Release apelou à igreja de todo o mundo que continuasse a orar pelos Cristãos que estão a prestar auxílio na China a refugiados Norte-coreanos.

No Paquistão, onde o Islão é a religião oficial do estado e o proselitismo entre os Muçulmanos é proibido, a Release comemorou a libertação de um Cristão que tinha sido preso sob acusações de blasfémia, após o seu acusador ter alterado a sua versão inicial.

Após a sua libertação em Novembro último, o Dr. Robin Sardar disse: "Agradeço a todas as pessoas que oraram por mim. Eu permaneci na prisão silenciosamente, lendo a Bíblia e orando a Deus. "

A Release International apelou aos Cristãos para orar pelo Dr. Sardar, que anda escondido, juntamente com a sua família, devido a ameaças de morte da parte de extremistas. O grupo também pediu aos Cristãos para orar pelos seus parceiros no Paquistão: o Ministério Sharing Life Pakistan e a CLAAS, cujos membros foram atacados em várias ocasiões.

"Para muitos de nós o Ano Novo traz uma esperança renovada e oferece a possibilidade de concretizar sonhos e planos", disse o líder da Release International, Andy Dipper.

"Mas para os pastores e outros Cristãos aprisionados devido à sua fé, 2009 pode simplesmente significar mais prisão, trabalho duro, solidão, espancamentos e abusos da parte daqueles que os perseguem por causa da fé em Jesus Cristo."

O Sr. Dipper confessou ter a esperança de que os testemunhos de orações respondidas encorajem os Cristãos a continuarem a orar em favor da Release, dos seus parceiros e dos Cristãos perseguidos.

"A oração faz uma grande diferença e é uma peça chave no nosso ministério", disse ele.

O Sr. Dipper pediu aos Cristãos para considerarem a criação de um grupo de oração que ore regularmente e especificamente pelas necessidades dos Cristãos perseguidos.


Na Internet:
A Release International forneceu um guia de oração em grupo, gratuito, para ajudar os grupos de oração, juntamente com boletins de oração e actualizações.

0 comentários :